Covid-19 e caminhos para a construção de resiliência

A emergência de uma nova crise global no setor alimentar começa a ser dada como certa na sequência da pandemia da Covid-19. Todos os Estados da Comunidade de Países de Língua Portuguesa podem cair numa grave crise alimentar.

Os desafios que se colocam aos países são, assim, enormes, dadas as limitações financeiras, técnicas e institucionais existentes, porém os laços que unem os países da CPLP têm vindo a demonstrar a sua vitalidade ao longo do tempo e o atual momento apela à convergência entre os atores influentes sobre a segurança alimentar e nutricional para que possamos enfrentar os atuais constrangimentos.

O ciclo de intercâmbios “Covid-19 e crise alimentar” continua a promover um espaço de diálogo, de reflexão crítica e partilha de experiências e das respostas em curso na CPLP sobre como podemos tornar os sistemas alimentares mais sustentáveis e resilientes a esta e a outras crises.

Data e Hora

23 junho 2020

11h30 – 13h00
(hora de Lisboa)

Local

Webinar Online

Inscreva-se

Convidados:

José Katiavala – (ADRA – Angola)
Sociólogo e mestre em desenvolvimento rural. Trabalha como agente de desenvolvimento comunitário rural desde 1995 e nesta qualidade prestou serviço ao Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ministério da Agricultura e às organizações não governamentais. Actualmente exerce as funções de Secretário Geral da ADRA(Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente) e é docente de Sociologia Rural na Faculdade de Medicina Veterinária do Huambo.
Tem participado em trabalhos de pesquisa e formação sobre agricultura familiar, segurança alimentar e desenvolvimento local sustentável.

Aguinaldo David – (Amigos da Natureza – Cabo Verde)
Agrónomo, ex-Ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural de São Tomé e Príncipe e ex-Ministro do Comércio, Indústria, Turismo e Pescas. Ex-representante do Mecanismo dos Parlamentares no Conselho Regional de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Diretor do Centro de Investigação Agronómica e Tecnológica (CIAT) de São Tomé e Príncipe.

 

Cristina Amaro da Costa – (ESAV – Portugal)
Licenciada em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Doutorada em Engenharia Agronómica, pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, com uma tese intitulada “Proteção integrada e o uso insustentável dos pesticidas. É docente da Escola Superior Agrária do Politécnico de Viseu desde 1995, tendo sido Subdiretora da Estação Agronómica Nacional entre 2000 e 2007. Investida e estuda na área da agroecologia e sistemas alimentares sustentáveis, com enfoque na agricultura familiar, nas mulheres agricultoras e na valorização dos serviços do ecossistema. Recebeu o Prémio CEI – Investigação, Inovação & Território em 2017, com o Projeto “Pontes entre agricultura familiar e agricultura biológica”. É apicultora quando pode.

Victor Carvalho – (HASATIL – Timor Leste)
Licenciado em Sociologia Política. Diretor da Fundação ETADEP  (Ema Mata Dalan Ba Progresso), Fundação que, desde 1987, atua nos setores de Agricultura e Desenvolvimento Rural nos distritos de Manatuto, Ermera e Liquiça. É Coordenador do Comité de Direção da HASATIL (Hametin Agrikultura Sustentavel Timor-Leste).

 

 

Moderação:

Dorlinda Saldanha
Assessora de Impresa